sábado, 3 de janeiro de 2015

Folclore Oculto: 3º episódio P/3

Olá leitores. Demorei mas voltei.

Não leu a ultima parte clique aqui.
Logo a criatura parou na frente do Boto.
_ Olá Boto _ disse o Curupira curvando a cabeça como uma criança curiosa. _ Que chapéu bonito, deixa eu ver?
O boto se esquivou, mas era tarde, o Curupira pegou seu chapéu com agilidade e saiu em disparada. Sem seu encantado chapéu, dava para ver o grande nariz de boto que o rapaz não deixava de ter ao se transformar. O boto pôs a mão em seu próprio rosto.
_ Oh não! Sem meu chapéu... eu fico horrível! _ disse ele desesperado.
_ Mas eu continuo te amando _ disse Núbia com seu sorriso apaixonado.
O boto revirou os olhos.
_ Cale a boca e fique aí, vou capturar aquele monstrengo dos pés virados e pegar meu chapéu de volta.
O Boto estendeu as mãos e a água da cacheira que caia na entrada da caverna lhe envolveu, logo o rapaz não estava mais lá. Alguns segundos depois alguém surgiu dentre a água da cachoeira, Núbia abriu um sorriso pensando ser o Boto, mas não, era Cissa, que estava todo encharcado, e de cara fechada.
_ Tanto lugar para esse infeliz se esconder e o cara fica dentro de uma cacheira! Deu um baita trabalho achar isso aqui. _ Depois de reclamar ele voltou-se para Núbia e sorriu. _ Mas ao menos eu consegui te achar, menina.
Núbia fez cara feia.
_ Quem é você? _ perguntou confusa _ espere, eu sei quem é você! Não, não sei... Sei sim! Não, acho que não...
Cissa foi até ela e pôs um dedo sobre seus lábios.
_ Melhor você não falar nada, está bem? _ ele acariciou o rosto da garota com olhar desolado. _ Oh, minha menina, olha o que ele fez com você, está totalmente perdida! Mas eu vou te tirar daqui, antes que ele faça algo pior, não se preocupe.
Cissa lhe estendeu a mão, mas a menina somente o fitava sem reação alguma, ele então pegou-lhe a mão e tentou leva-la a força mesmo, mas Núbia resistia.
_ Não! _ dizia ela. _ Eu tenho que ficar aqui, ele me mandou ficar aqui.
Cissa revirou os olhos.
_ Você vai vir comigo nem que seja a força _ avisou ele, e Núbia negou com a cabeça. Cissa então se agachou e a fez olha-lo nos olhos. _ Me diz, você o ama?
Uma voz na mente de Núbia dizia que sim, mas algo mais profundo dizia que não.
_ Eu... Não sei.
Cissa sorriu, depois de tudo que já leu e ouviu sobre boto, ele sabia que a resposta a essa pergunta jamais seria: não sei, teria que ser SIM, amenos que:
_ Menina, você está apaixonada? _ perguntou Cissa com seu sorriso sapeca.
Aquele sorriso sapeca, Núbia lembrava claramente dele, mas não entendia como, na verdade, sua memoria começava a voltar por completo pelo simples fato de ver tão de perto aqueles olhos cinzas de Cissa.
_ Eu... Não tenho certeza _ disse Núbia ainda com a mente girando. Cissa então voltou a segurar sua mão e tudo voltou a fazer sentido, a memoria de Núbia voltara por completo, seus sentidos, sua independência, e junto, uma raiva sem tamanha daquele maldito boto. _ Eu não sei se estou ou não apaixonada, mas tenho certeza que estou com raiva, muita raiva, daquele Boto maldito! _ disse ela.
Cissa não segurou a felicidade ao ver sua menina sendo ela novamente. Os dois se levantaram decididos a sair daquele lugar, porém, quase que no mesmo estante o boto apareceu, já com seu chapéu.
  O Boto e Cissa se encararam.
_ Tu és quem penso que seja? _ disse o boto.
_ Não sei _ disse Cissa. _ Não penso que nem tu, Boto Cor-de-Rosa, _ debochou Cissa.
_ É, sem dúvida você é _ concluiu o Boto. _ Mas o que faz em meu aposento e com minha nova escrava?
_ Ela não é sua _ disse Cissa segurando a raiva. _ Você nunca vai tocar num fio de cabelo dessa menina, eu não vou deixar!
O Boto riu mordaz.
_ E o que pode fazer contra mim, demônio? _ disse ele _ Olhe para ti, não és nada, não tem poder algum, é só um garoto qualquer.
_ E você? _ protestou Núbia. _ O que faz além de conquistar garotas e usa-las? Você é tão ridículo quanto nome!
Cissa levantou as sobrancelhas surpreso e ao mesmo tempo, orgulhoso.
_ Hum... agora tu és corajosa _ disse o Boto _, mas até pouco eras uma retardada apaixonada... _ só então o infeliz se deu conta: _ Espere, como não está mais enfeitiçada?
Cissa e Núbia deram de ombros.
_ Ah, tanto faz, _ disse o Boto enfim. _ Duvidam de meu poder? Vou lhes mostrar do que sou capaz.

Comentem o que acharam, heim. Sem comentários como vou saber se alguém está lendo (RS), ou o que devo melhorar no texto! (obg já, a quem comenta) Bem esse foi o post de hoje. BJS e até a próxima.

4 comentários:

  1. Gostei ,ja sabia que ela gostava so cissa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Q bom. kk, acho que os únicos que não sabem disso, são os próprios personagens, (dois bestinhas, kkk), mas quem lê percebe, ainda mais você que adivinha tudo antes mesmo, (menina esperta) RS.
      BJJS

      Excluir
  2. A-M-E-I!!!!!!!!!!! Cissa pede logo a Nubia em namoro!KKKKKKKKKKKK como se fosse facil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kk. q bom. Ne, eles precisam d mais atitude.

      Excluir

No Crystal Land, os comentários são permitidos a qualquer um, não é necessário senha sequer outro meio que dificulte a publicação de um comentário aqui, é somente escrever, mandar, e esperar que os autores publiquem o comentário e responda; resumindo: o trabalho fica todo conosco, mas a opinião é de vocês. ;)
Leitor, comente o que achou sobre o texto! É importante ao autor e a melhoria do blog.